14 fatos sobre a artrite reumatoide

14 fatos sobre a artrite reumatoide

01)   A artrite reumatoide impede a realização de exercícios físicos No passado, as pessoas com artrite reumatoide eram muito magras, pois acreditava-se que  os exercícios físicos provocavam  mais danos às articulações e atrofiavam ao músculos. Além disso, acreditava-se também que a inflamação crônica associada com a artrite reumatoide provocava perda de peso e perda de apetite. “Hoje, sabemos que os medicamentos antiinflamatórios e os exercícios físicos fazem parte do tratamento, portanto, ter artrite não significa ter uma aparência franzina. Realizar o exercício físico pode ser difícil (se não impossível) durante uma crise, mas…Read more
Carboidratos e açúcar relacionados a danos cognitivos

Carboidratos e açúcar relacionados a danos cognitivos

  Em um mundo cheio de modismos sobre o que as pessoas devem e não devem comer, um novo estudo destaca ainda mais perigos associados com o consumo de carboidratos e açúcar. Um estudo da Clínica Mayo, realizado com 1.230 pessoas, entre as idades de 70 e 89 anos, descobriu que aqueles que comem alimentos ricos em hidratos de carbono (um dos três macronutrientes da nossa dieta, os outros dois são as gorduras e as proteínas)  têm quase quatro vezes mais riscos de desenvolver transtorno cognitivo leve. O perigo também se eleva com…Read more
O que é um diastema? Quais as opções de tratamento para esse problema?

O que é um diastema? Quais as opções de tratamento para esse problema?

O “diastema” é uma área de espaço extra entre dois ou mais dentes. É mais frequentemente observado nos dois dentes frontais da arcada superior. Muitas crianças tem diastema como resultado da queda dos dentes de leite, mas, na maior parte dos casos, os espaços se fecham quando os dentes permanentes nascem. O diastema pode ser causado pela diferença de tamanho dos dentes, pela falta de dente ou anormalidade do freio labial, que é o tecido que se estende do lábio à gengiva até o ponto em que se localizam os dois dentes frontais…Read more
Remédio da Pfizer reduz em 37% risco de morte por Covid-19

Remédio da Pfizer reduz em 37% risco de morte por Covid-19

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa, vinculado ao Hospital Israelita Albert Einstein, revela que a administração do medicamento tofacitinibe   reduz em 37% o risco de morte em pacientes hospitalizados por causa da covid-19. Comercializado como Xeljanz, o medicamento atualmente é indicado para o tratamento de artrite reumatoide, artrite psoriásica e retocolite ulcerativa. O estudo desenvolvido pelo Einstein em parceria com a Pfizer, farmacêutica que produz o tofacitinibe, foi realizado em um grupo de 289 pacientes adultos internados em 15 centros de tratamento espalhados por todo o país. Os resultados…Read more